O Homem é isto...


A natureza do homem é isto,
Um número primo que se fez vida,
Contra todas as probabilidades existe.
Como vontade não se realiza, provoca-se
-Digo eu, pra que me perceba, depois

Insisto no horizonte subtil, querido
Existo em mim na mesma nomenclatura
E na mesma derrota curvada, abandono…
Os antepassados que exprimo, calo
E desnecessariamente abafo

Acredito no propósito belo,
Da natureza e no homem convicção,
Composto de êxitos e fracassos,
Sei que depois do que fomos, nada é nosso,
Nem mesmo o coração deitado,

A natureza do homem é isto, algo
No meu sorriso e desabafo,
O descambar de impérios vistos,
E qualquer coisa na vontade,
Parecendo coisa alguma,

Mas que se vê ao longe,
È EMOÇÃO È VIDA, canta-se,
 (e encanta quando se encontra a si)
O Homem é isto...

Jorge Santos (11/2014)

3 comentários:

Clara Sol disse...

Boa noite JORGE.
Olá meu amigo, é verdade o homem é isto que você cantou em versos, mas eu penso que o homem é também às vezes um ser indecifrável, mas com uma condição simbólica de ser o que quiser.
A natureza do homem não faz sentido, pois ele sempre pensa fazer, mas mostra o contrario do que ele faz ou promete o homem é isto.
Realmente você fez um belíssimo poema .
Agradeço por ter compartilhado.
Desejando um ótimo fim de semana.
Abraços sempre.
ClaraSol

Graça Pires disse...

O homem é tanta coisa boa ou má. Às vezes emoção e bênção. Outras vezes remorso sem memória...
Abraço.

Maria Luisa Adães disse...

O homem é isto que diz

E apenas isto ...

E nada maia
e ainda nada
do que pensa ser!

Maria Luísa

tradutor

center>

Arquivo do blogue