Segmentos derosa ...






Adicionei à minha colecção, 

Da boca as que disse boas
E não digo já, a que valia
Por dois, das ouvidas da rua

jamais quero tê-las na 

Mesa, cabeceira da opinião
Generalista como prova
Que não sou louco

De fora pra dentro,

Prefiro as que substituem 
Pequenas impressões
Como seja dizer nada

Sendo o que me agrada

No crepúsculo a adição 
Do que é grande e fácil
De meter pelo pescoço

Adicionei à minha colecção

Certos segmentos
Sinónimos de bocas sorrindo
Senão flor,caule,

Será isso que estou sentindo

Na boca, as que disse
Boas, normal você não dizer
nada...




Jorge Santos (03/2016)

http://namastibetpoems.blogspot.com

5 comentários:

Jaime Portela disse...

Não sei se o Jorge e o Joel são a mesma pessoa.
Em qualquer caso, há excelente poesia nos dois blogues, que já sigo.
Obrigado por me teres adicionado no Google+.
Abraço, caro Jorge.

Lucy Mara Mansanaris disse...

Boa noite, Jorge.

Que grata surpresa, tuas letras são lindas!
Obrigada por me seguir, fazendo o mesmo, com muito gosto.
Um abraço.

Suzete Brainer disse...

Olá Jorge,

Fiquei encantada com seu espaço de arte poética e as belas
imagens que acompanham, a sua Poesia é de excelência e
caminha pela inspiração e originalidade.

Grata por ter me visitado e seguir o meu blog,
me dando a oportunidade de conhecer e lhe seguir também.

Voltarei sempre!!

Jorge Santos disse...

muito obrigado mesmo (fazem-me gostar de continuar )

Jorge Santos disse...

obrigado a todos pelos gentis comentérios

tradutor

center>

Arquivo do blogue