Palabras


As Pobres Palabras
por mim ditas...
roçam teu rosto
por portas abertas
passam...leves...
e leva-as o vento
pela janelas toscas
simples mono-silabas
quase notas musicais
ou rigidas como cimento
gluturais...
normais ... banais...
palavras...
sem sexo nem nexo
palavras sem esperança
nem olhares...ah...olhares...!
deixem-me rir...
.........
tristes palavras
sintagmas verbais
usadas e ocas,
segredos fatais
verdades rasgadas,
essas palavras a mais
que cavaram profundo fosso
onde meu corpo naufraga
cada vez mais.... e mais...
de boca aberta...escancarada
e sempre...sempre de alma bem fechada
muito negra e amarga.
são estas as minhas
palavras finais..........


Jorge Santos

Sem comentários:

tradutor

center>

Arquivo do blogue