D'autres pas.





"Ser poeta" merece um poema grande,
Mas um poema merece uma flor maior
E até a dor imensa merece um poema
Largo, se o poema precisar ter lado certo,

É porque quem lê não se senta
Do lado que sente, quem descreve
Uma flor indiferente que nem perfume tem
Ou um poema que precisa ser torto tanto

Para ser a porta certa para o sentir grande
E total ou dor incondicional,o ser tal poeta
Merece ter sempre um poema de amor
Certo o perto mais perto que um poeta

Canhoto convém ter e não chore apenas
Poema de mercearia, "aberto-das-tantas-
Ás-tantas", mas sem poesia nem mérito
escrito a mão dextra e com a letra certa

E o perfume a rosa, falso e manso,
O "ser" poeta é aquele que parece ter dor quando
Esconde nele a dor de verdade e encanta
Quando mostra perfumada de poema

A dor aparente de quem nada sente
Como verdade inquestionada, de "la Palice"
"Certains poèmes sont grands, d’autres pas". ...


Jorge Santos (18/08/2015)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Sem comentários:

tradutor

center>

Arquivo do blogue